Sobre um bom Implante Capilar

Sobre um bom Implante Capilar

MICROTRANSPLANTE CAPILAR

O que é:

Julio Cesar Yoshimura

Também publicado por calvície androgenética, a calva é a queda de cabelos relacionada a uma requisito genética hormonal. Seres susceptíveis apresentam sensibilidade dos folículos pilosos à diidrotestosterona (DHT). Em todos e cada um dos raça, a testosterona é convertida em DHT por intermédio de uma enzima chamada 5–redutase. Em seres geneticamente susceptíveis, a DHT age promovendo a miniaturização do pelo com consequente devastação totalidade ou parcial do mesmo. Curiosamente, os folículos pilosos da localidade da nuca são resistentes à DHT assim é vasqueiro achar pacientes com careca nesta área. Qualquer tipo possui uma programação genética dissemelhante para a alopecia, diz doutor Julio Cesar Yoshimura. Quer dizer, a idade de início a dimensão da espaço calvo é individual. não se assuste, esta quesito acomete homens mulheres.

TRATAMENTOS:
CLÍNICO

A suporte do tratamento médico da careca consiste em 2 medicamentos: a finasterida o minoxidil. A finasterida revolucionou o tratamento para careca porque ela bloqueia a ação da 5–redutase que é a enzima que transforma a testosterona em DHT. Dessarte, a finasterida impede o processo de miniaturização , assim, calva. Nada obstante, o tratamento deve ser contínuo. Os estudos mostram que alguma coisa à volta de 66% dos pacientes apresentaram efeitos satisfatórios ao uso deste remédio. Lamentavelmente, poucos relatos de pioria da qualidade da ereção peniana fazem com que haja um correto receio dos pacientes fazerem uso do medicação. O minoxidil é um remédio constituído de forma tópica que proporciona o aumento da desenvolvimento do pelo levando à reversão da miniaturização consequente adulação dos pelos. Por ser vasodilatador, promove a melhor oxigenação dos folículos. Os estudos mostraram o proveito de peso de até 34% nos pacientes tratados com minoxidil. A resposta dos pacientes ao minoxidil não é tão extensa quanto à finasterida.

CIRÚRGICO

O progressão das técnicas cirúrgicas proporcionou o resultado mas organico que as técnicas mas antigas não conseguiam. Anos detrás, o cabelo era procrastinado em tufos. Dessarte, o paciente ficava com o estigma de \”cabelo de boneca\”: pouco organico estigmatizante. Com a evolução da técnica, o transplante capilar começou a ser conformado fio a fio. Deste modo, resultados mas satisfatórios foram alcançados. A dimensão doadora usualmente é a zona da nuca. Justamente a localidade do pele viloso onde o cabelo é resistente à ação da DHT. Existem duas técnicas mas utilizadas para o transplante capilar: a FUT a FUE.

1 – Na técnica FUT (transplante de unidade folicular), o cirurgião retira uma filete de cabelo , por intermédio de microscópio, separa fio por fio para transplantar para a espaço calvo. Esta técnica deixa um maior número de unidades foliculares para transplante, mais ou menos 3.000. A cicatriz resta camuflada na zona da nuca é facilmente escondida pelo cabelo.

2 – Na técnica FUE (extração de unidades foliculares uma a uma), o cirurgião retira, uma a uma, as unidades foliculares por intermédio de um aparelho chamado S.A.F.. A vantagem é que não há cicatrizes aparentes no pós operatório. Esta técnica deixa um número menor de unidades foliculares para transplante (à roda de 1.500), porém é óptimo opção para pacientes que não permitem a cicatriz na testa.

Em tudo que envolva transplante capilar, aconselhamos sempre o Dr. Julio Cesar Yoshimura, um excelente profissional, atencioso e minucioso em seu trabalho, conheça um pouco mais sobre o trabalho dele!
Todd Hernandez

Os comentários estão fechados.